Quarta, 12 de maio de 2021
82 99669-5352
Política

03/05/2021 às 18h12 - atualizada em 03/05/2021 às 20h08

Felipe Farias

Maceió / AL

Adiamento da visita de Bolsonaro a Maceió foi por agenda
Além de entrega de conjuntos, presidente teria viaduto e Canal do Sertão
Adiamento da visita de Bolsonaro a Maceió foi por agenda
Imagem de uma das últimas visitas a Alagoas: vinda, semana que vem, incluirá de novo o Sertão.

A visita do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a Alagoas foi adiada muito provavelmente por motivo de agenda - e não por razões da política nacional; entre as quais, o início dos trabalhos da CPI da Covid.


Marcada inicialmente para a próxima quinta-feirta (6), a visita está mantida, porém, deve ser realizada na semana que vem.


O ACTA apurou que a data, a critério do cerimonial da Presidência, bem como dos ministérios aos quais estão vinculadas obras que o presidente vem inaugurar ou acompanhar em Maceió e no interior, deve ocorrer entre os dias 13 e 14.


O mais provável é que seja no dia 14.


Até o final da semana passada, Bolsonaro teria duas agendas para cumprir em Alagoas, cada uma ligada a um ministério diferente.


A desta semana, seria pela pauta do Ministério do Desenvolvimento Regional: a inauguração dos residenciais Oiticica I e II, na região do Benedito Bentes.


"Apesar de se falar no município que o presidente viria ver o andamento da capital que mais vacina; o que não pegou muito bem", diz fonte ouvida pelo portal.


Na semana que vem, o presidente viria novamente a Alagoas: para inauguração da estrutura de túneis e passagens de nível, no entroncamento das BRs 316 com 104 (chamado popularmente de viaduto da antiga PRF).


E também nessa quinta, estenderia a permanência a Alagoas com deslocamento a São José da Tapera, onde acompanharia entrega de mais uma etapa das obras do canal do Sertão.


Para evitar que o presidente tivesse que fazer duas viagens a Alagoas, o cerimonial da Presidência teria optado por escolher concentrar as atividades em apenas uma data: a da semana que vem.


Em rigor, a Presidência ainda analisa a data, que pode ser entre os 13 e 14. Mas, a perspectiva dada como mais provável é de que seja mesmo na quinta (dia 14).

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados