Terça, 22 de junho de 2021
82 99669-5352
Brasil

10/06/2021 às 11h40 - atualizada em 10/06/2021 às 11h22

Acta

MACEIO / AL

Casa Branca anuncia a doação de 500 milhões de doses da Pfizer para países pobres; Brasil fica de fora
País integra consórcio como país capaz de comprar as próprias vacinas e não receberá parte da doação.
Casa Branca anuncia a doação de 500 milhões de doses da Pfizer para países pobres; Brasil fica de fora
FOTO: REUTERS- CARLOS OSÓRIO

O governo dos Estados Unidos assinou um acordo com a farmacêutica Pfizer para fornecer 500 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 92 países pobres até junho de 2022, segundo reportagens publicadas na imprensa americana nesta quinta-feira (10).


Os imunizantes serão entregues por meio da aliança Covax Facility, da Organização Mundial da Saúde (OMS), para países de baixa renda e de renda "médio-baixa", segundo o consórcio. São países como Afeganistão, Angola e Síria receberão as doses até o próximo ano.


O Brasil ficou de fora desta distribuição uma vez que faz parte da Covax, mas como país que pode comprar suas próprias vacinas. Ao lado do Brasil estão cerca de 80 países como a Argentina, Canadá e Reino Unido.


A informação havia sido antecipada na véspera pelos jornais "The New York Times" e "The Washington Post", citando fontes ligadas a esta negociação. A agência internacional de notícias Reuters também confirmou a existência deste acordo.


Antes de embarcar para a Inglaterra, onde acontece nesta semana o encontro do G7 – grupo que reúne as maiores economias do mundo –, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que faria um anúncio sobre uma estratégia global de vacinação.


Fontes citadas pelo "Times" afirmaram que os EUA pagarão um preço abaixo do praticado no mercado pelas doses e que 200 milhões delas serão distribuídas ainda em 2021. O restante, 300 milhões, será entregue durante o próximo ano.


Não há informações sobre como elas serão divididas.


Em maio, os EUA anunciaram uma doação de 80 milhões de doses vacinas. Um primeiro carregamento, que começou a ser distribuído semana passada, entre elas, sim, o Brasil. Essa remessa não tem relação com as 500 milhões contratadas da Pfizer.



FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados