Terça, 22 de junho de 2021
82 99669-5352
Tecnologia

01/09/2020 às 12h00

Mylena Fernandes

MACEIO / AL

Netflix alcança marca de 17 milhões de assinantes e supera TV paga no Brasil
Analistas dizem que Netflix tem 17 milhões de assinaturas no Brasil e superam (com folga) acessos tradicionais de TV por assinatura
Netflix alcança marca de 17 milhões de assinantes e supera TV paga no Brasil
Reprodução

Analistas de Wall Street estimam que a Netflix alcançou 17 milhões de assinantes no Brasil no mês de junho. Com isso, o serviço ultrapassa com folga o número de acessos de TV paga tradicional, que atingiu 15,2 milhões de acessos em julho de 2020, de acordo com dados da Anatel. Em julho, plataformas de streaming já tinham mais audiência que a TV paga tradicional e até mesmo de canais abertos, perdendo apenas para a Globo.


É importante lembrar que os dados tratam apenas de estimativas de analistas, uma vez que a Netflix não costuma divulgar informações separadas para cada país. Em setembro de 2019, a empresa anunciou que havia ultrapassado a marca de 10 milhões de assinantes no Brasil, que é o segundo maior mercado da empresa.


O motivo de grande sucesso da Netflix é o custo-benefício. O plano mais barato do serviço de streaming custa R$ 21,90, enquanto um plano básico de TV paga da Claro/NET, maior operadora da categoria, custa R$ 59,90 no combo com banda larga e telefone fixo. Além disso, a facilidade de acesso conquista telespectadores, que podem assistir filmes, séries e documentários onde e quando quiserem por conta dos aplicativos para smartphone, tablet, smart TV e computador.


Outro fator importante para o sucesso do streaming é que a disponibilidade de banda larga fixa melhorou com o surgimento de pequenos provedores, que passaram a levar conectividade de alta velocidade em regiões negligenciadas por operadoras como Claro, Oi, TIM e Vivo.


Netflix tem muita concorrência no Brasil


É inegável que a Netflix é popular por aqui, mas o serviço precisa se esforçar para manter um bom catálogo e continuar com relevância no Brasil. É muito fácil cancelar a assinatura (e não há fidelidade, como na TV paga tradicional), o que torna a base de clientes suscetível a volatilidade.


Dos concorrentes mais óbvios, temos Amazon Prime Video e Globoplay, mas há outras alternativas como Telecine Play, Crunchyroll, HBO Go, Paramount+, Looke e Oi Play. Também há opções gratuitas como o Plex TV, Vix Cine e TV e o Pluto TV, que deve chegar em dezembro com conteúdo da ViacomCBS.


Operadoras vendem assinatura da Netflix nos planos


A TV paga tradicional segue encolhendo e perdeu 1,5 milhão de acessos entre julho de 2019 e julho de 2020. Para não ver a receita encolher ainda mais, as grandes operadoras passaram a vender planos de internet e celular com assinatura da Netflix inclusa:


A Vivo tem o pós-pago Vivo Selfie e vende planos de banda larga com Netflix;


A Claro vende planos de celular pós-pago e banda larga fixa com Netflix;


A TIM inclui assinatura da Netflix no TIM Black Família e permite que clientes de outros planos paguem pelo serviço de streaming direto na fatura.


Outra facilidade oferecida por operadoras é levar acesso à Netflix direto do receptor de TV a cabo ou fibra óptica. A estratégia foi adotada por Claro/NET (apenas para clientes com decodificador 4K) e Vivo TV Fibra

FONTE: Tecnoblog

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados