Segunda, 23 de maio de 2022
82 99669-5352
Geral

21/01/2022 às 20h35 - atualizada em 22/01/2022 às 18h18

Acta

MACEIO / AL

Familiares de gari baleado em operação policial fazem novo protesto em Maceió
Os manifestantes atearam fogo em galhos de árvores e bloquearam os dois lados da via, em Jacarecica.
Familiares de gari baleado em operação policial fazem novo protesto em Maceió
Foto: Cortesia

Amigos e familiares do gari Walquides Santos da Silva, de 26 anos, baleado durante uma operação policial na Vila Emater, realizaram um novo protesto nesta sexta-feira (21), no bairro de Jacarecica, em Maceió. 


Eles atearam fogo em galhos de árvores e bloquearam os dois lados da via. O trânsito ficou engarrafado na região. Uma equipe do Centro de Gerenciamento de Crises da Polícia Militar foi acionada para negociar a liberação. Os amigos e familiares de Walquides já haviam realizado um protesto na última terça-feira (18), na AL-101 Norte, para cobrar um posicionamento da Polícia Militar.



Os manifestantes protestaram contra a decisão da Justiça, que negou um pedido de habeas corpus a favor de Walquides. Sendo assim, ele segue em medida restritiva, mesmo internado no Hospital Geral do Estado.


O gari foi atingido por dois disparos de arma de fogo durante uma abordagem policial na Vila Emater porque teria corrido, segundo a família, para se proteger dos tiros.


Um dia após a ação da polícia, foi aberto um processo contra Walquides de tráfico de drogas. A família nega o envolvimento dele com o tráfico e pede justiça.


"A polícia entrou aqui na comunidade já atirando, meu irmão estava chegando da UPA e recebeu dois tiros de costas. Meu irmão está internado e sendo acusado de tráfico de drogas e tentativa de homicídio. Ele passou por cirurgia delicada porque corria o risco de ficar paraplégico. Agora está algemado no hospital", afirmou Jean Carlos Filho, irmão de Walquides.


Ainda de acordo familiares, os policiais não prestaram socorro e a vítima foi levada ao HGE por vizinhos. Walquides passou por cirurgia, foi atestado com covid-19, mas o HGE informou que nesta sexta-feira (21) ele já se encontrava na Área Verde, e o quadro de saúde é estável.


O hospital informou que Walquides só está na condição de receber visitas mediante autorização judicial, por estar cumprindo medidas restritivas judiciais. "A Gerência reforça que o Serviço Social e a Ouvidoria têm dialogado com familiares e estão à disposição para os esclarecimentos necessários", pontuou o hospital.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados