Quarta, 01 de fevereiro de 2023
82 99669-5352
Interior

28/03/2022 às 15h48 - atualizada em 28/03/2022 às 16h00

Acta

MACEIO / AL

Bebê estuprado em Palmeira dos Índios recebe alta do hospital
Polícia vai solicitar a realização de exames complementares para concluir o caso e indiciar suspeitos.
Bebê estuprado em Palmeira dos Índios recebe alta do hospital
Bebê recebeu alta do Hospital Geral do Estado, em Maceió. FOTO: Carla Cleto

O bebê de apenas 7 meses que foi estuprado em Palmeira dos Índios recebeu alta do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do hospital nesta segunda-feira (28). A Polícia Civil informou que os suspeitos serão indiciados.


A criança deu entrada na Unidade de pronto atendimento (UPA) de Palmeira dos Índios no dia 14 de março e desde então estava internada para se recuperar de um procedimento cirúrgico para suturar uma ruptura do ânus. A agressão foi identificada por médicos da unidade.


O bebê chegou a ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HGE após ser submetido ao procedimento de sutura do ânus. Em seguida o menino foi transferido para a enfermaria da unidade, onde ficou até receber alta médica do hospital.


O chefe de Operações da Delegacia Regional de Palmeira, agente Diogo Martins, explicou que por se tratar de uma vítima de crime sexual menor de idade, o caso está em segredo de Justiça. Os pais do menor não souberam apontar quem poderia ter cometido o abuso. Eles são separados e a criança fica na casa dos dois em dias alternados. 


Um homem de 25 anos que tem um relacionamento com a mãe do menino também foi ouvido. Ele negou as acusações e foi liberado após o depoimento, mas é investigado como um dos suspeitos.


O Conselho Tutelar também acompanha o caso.


“Na semana que vem, provavelmente, o delegado indiciará os suspeitos pelo crime”, apontou o chefe de operações da delegacia, Diogo Martins


De acordo com a autoridade policial, o delegado deverá solicitar a realização de exames complementares para concluir o inquérito.

FONTE: Com informações do g1 AL

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2023 :: Todos os direitos reservados