Sexta, 01 de julho de 2022
82 99669-5352
Saúde

20/05/2022 às 19h36 - atualizada em 20/05/2022 às 19h47

Acta

MACEIO / AL

PE: Adolescente de 14 anos tem suspeita de hepatite grave de causa desconhecida
Moradora do Sertão de Pernambuco, jovem passou por uma cirurgia de transplante de fígado.
PE: Adolescente de 14 anos tem suspeita de hepatite grave de causa desconhecida
Médicos Américo Gusmão e Cláudio Lacerda falaram ,nesta sexta (20), sobre transplante de fígado realizado em adolescente de 14 anos, que, segundo eles, tem suspeita de hepatite com origem desconhecida — Foto: Everaldo Silva/TV Globo

Uma menina de 14 anos natural de Ibimirim, no Sertão de Pernambuco, passou por um transplante de fígado, nesta sexta (20), após o órgão entrar em falência. Segundo a equipe médica do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife, a suspeita é de que o problema tenha sido causado pela hepatite com origem desconhecida que vem atingindo crianças.


Em 27 de abril, diante do misterioso surto de hepatite em crianças na Europa e nos Estados Unidos (EUA), o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (Cievs-PE) emitiu nota de alerta e orientou toda a rede de saúde, incluindo unidades públicas e privadas, a fazer a notificação ao Ministério da Saúde.


Em entrevista coletiva realizada nesta sexta, no Huoc, os médicos Américo Gusmão, cirurgião do aparelho digestivo, e Cláudio Lacerda, hepatologista, deram detalhes sobre o caso da paciente, que não teve o nome divulgado oficialmente.


Lacerda afirmou que o Ministério da Saúde "já tem ciência desse caso" e "a essa altura também já foi informado que ela foi transplantada". A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que o caso já foi notificado.


O g1 procurou o Ministério da Saúde para saber se a notificação foi recebida, mas não obteve a resposta até a última atualização desta reportagem.


Assim, subiu para seis o número de ocorrências suspeitas de hepatite em crianças com causa de desconhecidas no estado. Entre as outras cinco ocorrências anteriores, uma foi descartada e quatro estão em investigação.


Ao falar sobre a suspeita de caso desta sexta, Lacerda afirmou que houve "um diagnóstico de exclusão, feito no mundo inteiro". Ele explicou que todos os exames foram realizados e não houve identificação dos motivos para a doença.


"Por isso, o diagnóstico dela é de hepatite na sua forma mais desconhecida, que está sendo chamada pela população leiga, principalmente, de hepatite misteriosa", disse Lacerda.


O médico lembrou que entre os sintomas da doença estão moleza, falta de apetite, icterícia e desconforto abdominal. Em casos mais graves, pode haver evolução para confusão mental e sonolência e até para coma.


Transplante


Os médicos também disseram na coletiva que a paciente já chegou ao hospital em como e precisando de um transplante de fígado com urgência em virtude de uma hepatite desconhecida no Brasil. “Preenche todo o protocolo para o diagnóstico dessa nova forma de hepatite aguda", afirmou Lacerda.


O médico disse, ainda, que a doença tem dois diferenciais: "predileção por bebês e crianças e gravidade com uma frequência muito maior".


Ele acrescentou que atualmente existem aproximadamente 80 pacientes em Pernambuco aguardando por um transplante de fígado. “Este mês foram realizados seis transplantes no Huoc. Dois de ontem [quinta] para hoje [sexta]”, disse.


Cláudio Lacerda informou que, no Reino Unido, até a semana passada, tinham sido feitos 17 transplantes por causa da doença. Nos Estados Unidos também ocorreram transplantes, disse.


Situação clínica


Internada há pouco mais de uma semana, a menina foi atendida, inicialmente, no Hospital Regional Arcoverde, no Sertão.


“O quadro foi se agravando e ela foi transferida para o Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru [no Agreste]. O pessoal entendeu que era um caso para transplante e ela foi encaminhada para cá”, afirmou Cláudio Lacerda.


Após a paciente ser inserida em um sistema nacional de transplante de órgãos, surgiu um doador para a menina no estado do Paraná. O doador foi um homem de 30 anos que teve morte cerebral após sofrer um traumatismo craniano em um acidente de moto.


“Uma equipe do Paraná saiu de lá às 2h para fazer a captação desse fígado compatível para a menina pernambucana e colocaram em um avião da FAB [Força Aérea Brasileira]. O fígado chegou aqui por volta das 9h”, detalhou Cláudio Lacerda.

FONTE: g1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados