Quarta, 01 de fevereiro de 2023
82 99669-5352
Interior

31/05/2022 às 15h08 - atualizada em 31/05/2022 às 17h55

Lírida Nerys

Maceió / AL

Produtores rurais de Igreja Nova e Penedo amargam prejuízos com as chuvas
Previsão é de mais chuva para a região nos próximos dias
Produtores rurais de Igreja Nova e Penedo amargam prejuízos com as chuvas
(Foto: Reprodução)

Produtores Rurais das cidades de Penedo, Igreja Nova e Piaçabuçu estão entre os comerciantes que amargam prejuízos com as chuvas que caem em Alagoas. Os municípios de Igreja Nova e Penedo decretaram estado de calamidade pública na última segunda-feira (30). As três cidades juntas contabilizam 7534 pessoas afetadas pelas chuvas. A cidade de Penedo é a com maior número de desabrigados e desalojados.


Um vídeo que circulou nas redes sociais mostra o desabafo do agricultor familiar, Renaldo Santos, piscicultor há mais de 20 anos, ele relata que perdeu toda a produção com as chuvas do último fim de semana. “Perdi 22 mil peixes em condições de venda, 12 mil camarões, sem falar nos pequenos animais que eu também tinha na propriedade. Todos foram embora. A água chegou há mais de dois metros fora dos tanques”, descreveu o agricultor. (Confira vídeo!)


O zootecnista Itairan Albuquerque, que presta assistência técnica a mais de 20 agricultores familiares nos três municípios  levantou que todas as famílias amargam prejuízos. “Estou em contato com eles desde da última quarta-feira quando as chuvas ficaram mais fortes, a situação é muito delicada. Todos tiveram prejuízos. Ninguém imaginou que a chuva viria tão forte, eles relatam que a água subiu muito rápido”, contou Itairan.


Imagens gravadas por moradores da região com auxílio de um drone, mostram como ficou a área dos povoados de Ipiranga, Tapera e Vista Alegre, todos em Igreja Nova. A região era produtora de peixes e arroz. “É impressionante, quando vemos a comparação das imagens, antes das chuvas e depois. Essa região abriga principalmente agricultores familiares e eles vão precisar de ajuda do poder público para recomeçar”, reforçou o zootecnista.



Nesta terça-feira (31), um grupo de trabalho da prefeitura de Igreja Nova esteve reunido com a representantes da Companhia de Desenvolvimento do Vale São Francisco em Alagoas (Codevasf), que coordena projetos voltados para a agricultura familiar na região. A ideia foi buscar soluções para esses produtores atingidos pelas chuvas.


A reportagem do Acta entrou em contato com a comunicação de Igreja Nova que confirmou a reunião e informou que a prioridade no momento é abrigar as famílias que perderam as suas moradias ou tiveram que deixá-las. No encontro, foi debatido como as atividades economicas da agricultora serão retomadas. O município contabiliza hoje 130 famílias afetadas pelas chuvas e fez um levantamento de aproximadamente R$ 30 milhões em prejuízos com lavouras. 


O coordenador da sala de alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos,   Vinicius Pinho, afirmou que ainda há previsão de chuvas para os próximos dias na região do Baixo São Francisco, que compreende os municípios citados.


“Nas últimas semanas choveu muito acima da normalidade em todo estado de Alagoas. Ainda temos muita umidade e instabilidade, mas o volume de chuvas deve diminuir um pouco nos próximos dias. No baixo São Francisco, ainda pode haver pancadas de chuva”, declarou o meteorologista.


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2023 :: Todos os direitos reservados