Sexta, 01 de julho de 2022
82 99669-5352
Mundo

22/06/2022 às 15h37

Acta

MACEIO / AL

Terremoto no Afeganistão de magnitude 6.1 mata mais de 1.000 pessoas
Governo do país acredita que número de mortos vai aumentar.
Terremoto no Afeganistão de magnitude 6.1 mata mais de 1.000 pessoas
Terremoto no Afeganistão deixou mais de 900 mortos. FOTO: reprodução/Reuters

Pelo menos mil pessoas morreram na manhã desta quarta-feira (22) no Afeganistão, depois que um terremoto de magnitude 6.1 abalou áreas remotas do leste do país e partes do Paquistão. As informações são de agências de notícia internacionais.


De acordo com o Departamento de Cultura e Informação do Taleban, há registro de mais de 1,5 mil feridos à medida que equipes de resgate tentam chegar ao epicentro do abalo sísmico, nas províncias de Paktika e Khost.


Impactos iniciais do terremoto do Afeganistão


Em declaração à agência Reuters, o porta-voz do Ministério do Interior Salahuddin Ayubi, afirmou que "o número de mortos provavelmente aumentará, pois algumas das aldeias estão em áreas remotas nas montanhas e levará algum tempo para coletar detalhes."


Imagens exibidas pela mídia local e compartilhadas nas redes sociais mostram casas reduzidas a escombros e corpos envoltos em cobertores depositados nas ruas. De acordo com Ayubi, helicópteros foram mobilizados para levar suprimentos médicos e alimentos à região, e ajudar no resgate de feridos.


O foco do terremoto foi a cerca de 44 km da cidade de Khosh, mas seus tremores foram percebidos em locais distantes do Paquistão e da Índia. A província faz parte do complexo montanhoso de Hindu Kosh, no chamado cinturão de Alpide, considerada a segunda região mais sismicamente ativa do planeta.

FONTE: Techmundo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados