Quinta, 29 de setembro de 2022
82 99669-5352
Política

06/08/2022 às 17h12 - atualizada em 07/08/2022 às 09h27

Acta

MACEIO / AL

Coligações define tempo que presidenciável terá de propaganda em rádio e TV
Os blocos fixos da propaganda eleitoral começam a ser exibidos no dia 26 de agosto.
Coligações define tempo que presidenciável terá de propaganda em rádio e TV
Lula (PT): 3 minutos e 20 segundos e Jair Bolsonaro (PL): 2 minutos e 40 segundos (Foto: divulgação)

Com a definição das chapas e coligações que disputarão a corrida pelo Palácio do Planalto neste ano, já é possível estimar o tempo de rádio de TV que cada candidato terá para expor suas propostas.


Pela lei, a divisão do tempo de propaganda é definida proporcionalmente ao peso dos partidos que formam as coligações. O peso de cada legenda é medido pelo tamanho das bancadas desses partidos na Câmara. Quando maior a bancada, maior o peso.


Os blocos fixos da propaganda eleitoral começam a ser exibidos no dia 26 de agosto. Cada bloco terá, ao todo 12 minutos e 30 segundos de propaganda.


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT, foi o que conseguiu a maior coligação, com 10 partidos (PT, PSB, Solidariedade, PSOL, Rede, Avante, Agir, PROS, PCdoB e PV). Juntas, as legendas elegeram 140 deputados federais, 13 senadores e oito governadores em 2018. Com isso, Lula obteve o maior tempo de propaganda eleitoral. A tempo estimado de Lula será de 3 minutos e 20 segundos.


Além disso, o petista terá uma média de 7,5 inserções, ou seja, pequenas propagandas diárias de 30 segundos veiculadas nos intervalos comerciais das emissoras.


Já o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), ficou em segundo lugar após conseguir reunir em torno de sua candidatura três partidos (PL, Progressistas e Republicanos). Em 2018, os partidos elegeram 101 deputados federais, sete senadores e um governador. Com isso, Bolsonaro terá direito a 2 minutos e 40 segundos, além de 6 inserções diárias.


A senadora Simone Tebet (MDB) aparece em terceiro lugar, contanto com o apoio de três partidos MDB, PSDB, Cidadania), podendo chegar a quatro já que o Podemos anunciou adesão à sua chapa. Juntas, essas legendas elegeram 82 deputados federais, seis governadores e 11 senadores em 2018.


A senadora Soraya Thronicke (UB) conta somente com o seu partido, o União Brasil, legenda resultante da fusão entre PSL e DEM, e que elegeu 81 deputados federais, cinco governadores e oito senadores em 2018.


O pedetista Ciro Gomes também não conseguiu se coligar e conta apenas com sua sigla. O PDT elegeu 28 deputados federais, dois senadores e um governador em 2018. Com isso, o cearense está em quinto lugar no ranking das alianças partidárias de contará com cerca de 50 segundos de propaganda.


Confira o tempo estimado de TV de cada candidato:


Lula (PT): 3 minutos e 20 segundos;


Jair Bolsonaro (PL): 2 minutos e 40 segundos;


Simone Tebet (MDB): 2 minutos e 16 segundos;


Soraya Thronicke (UB): 2 minutos e 7 segundos;


Ciro Gomes (PDT): 50 segundos;


Luiz Felipe d’Avila (Novo): 19 segundos;


Eymael (DC): 8 segundos;


Vera Lúcia (PSTU): 7 segundos;


Sofia Manzano (PCB): 7 segundos;


Leonardo Péricles (UP): 7 segundos.

FONTE: Metropoles

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados