Quinta, 29 de setembro de 2022
82 99669-5352
Política

15/08/2022 às 15h34

Derek Gustavo

Maceió / AL

Eleições 2022: Veja os patrimônios dos candidatos ao governo de Alagoas
O maior valor é R$ 6,2 milhões e o menor, R$ 6,5 mil.
Eleições 2022: Veja os patrimônios dos candidatos ao governo de Alagoas
Candidatos ao governo de Alagoas. FOTO: reprodução

Com os pedidos de registros de candidaturas, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começou a divulgar dados a respeito de cada um dos candidatos. É possível saber, por exemplo, o patrimônio de cada um. Na corrida ao governo de Alagoas, por exemplo, o maior patrimônio é de R$ 6,2 milhões. Já o menor, R$ 6,5 mil.


Confira abaixo, em ordem alfabética:


Bombeiro Militar Luciano Fontes (PMB) - R$ 6,5 mil


Esse valor, de acordo com o DivulgaCand, é proveniente de Aplicação de renda fixa, como CDB, RDB e outros.


O candidato a vice na chapa, o Bombeiro Militar Rogers Tenório (PMB), declarou patrimônio de R$ 20 mil, referentes a um veículo. Ele também tem conta corrente no país, mas sem dinheiro.


Fernando Collor (PTB) - R$ 6,2 milhões


O patrimônio líquido é de R$ 6.208.817,09. Esse valor é menor que o declarado em 2014, quando Collor concorreu ao Senado: R$ 20.308.319, 48.


O candidato diz que é proprietário de


Duas casas (uma avaliada em R$ 30 mil);


Um apartamento de R$ 40,6 mil


Uma loja de R$ 2,8 mil


Um veículo automotor de R$ 180 mil


Cotas de capital (uma delas de R$ 1,3 milhão)


No sistema do TSE, Collor declarou uma casa de R$ 4 milhões.


Já seu candidato a vice, Leonardo Dias declarou ter patrimônio líquido de R$ 446 mil. O bem de maior valor é um apartamento de R$ 130 mil. Os outro bens são dois automóveis (um de R$ 54 mil e outro de R$ 127 mil); R$ 20 mil na caderneta de poupança e R$ 60 mil em cotas de capital.


Luciano Almeida (PRTB)


Nõa há informações sobre o candidato no DivulgaCand. Em contato com o portal g1, ele explicou que houve um erro, e que está trabalhando para corrigir


A situação é a mesma para seu vice na chapa, Humberto (PRTB).


Paulo Dantas (MDB) - R$ 5,1 milhões


Essa quantia é superior à informada por ele em 2018. No pleito a deputado estadual, ele havia informado R$ 796,5 mil.


O candidato diz se proprietário de:


Três apartamento (um deles custando R$ 1,8 milhão);


Depósitos bancários (o maior de R$ 347 mil);


E outros bens.


O vice na chapa, Ronaldo Lessa, declarou patrimônio de R$ 724, 9 mil. O bem de maior valor é um apartamento de R$ 650 mil. Os outros bens são depósitos declarados de R$ 12,9 mil e R$ 62 mil.


Professor Cícero Albuquerque (PSOL) - R$ 557 mil


Essa quantia é superior à apresentada na última eleição a que concorreu Albuquerque. Em 2018, na corrida ao Senado, ele declarou ter patrimônio de R$ 315 mil.


Ele afirma ser proprietário de:


Um apartamento de R$ 65 mil;


Um terreno de R$ 150 mil


Um veículo de R$ 42 mil


A candidata a vice na chapa, Eliane Silva, declarou patrimônio de R$ 43 mil, sendo o maior valor (R$ 35 mil) referente a uma casa. Há ainda um veículo de R$ 8 mil.


Rodrigo Cunha (União Brasil) - R$ 515 mil


Essa quantia é superior à registrada na corrida ao Senado, em 2018. Na época, o candidato declarou R$ 501, 6 mil em bens.


Atualmente, o candidato diz possuir:


Um veículo de R$ 200 mil;


Uma sala de R$ 190 mil


Aplicações de renda fixa de R$ 125 mil


A candidata à vice na chapa é Jó Pereira. Ela declarou ao TSE um aptrimônio de R$ 788,7 mil. O bem de maior valor são cotas de capital de R$ 255 mil. Há ainda um apartamento no valor de R$ 60 mil, participações societárias entre R$ 15 mil e R$ 50 mil, investimentos e depósitos bancários.


Rui Palmeira (PSD) - R$ 915 mil


A quantida declarada por Rui é superior à de 2016, quando ele foi reeleito à prefeitura de Maceió. Na época, foram declarados R$ 835 mil em bens.


O candidato afirma ser proprietário de:


Um apartamento de R$ 617 mil;


Três terrenos (o maior valor é de R$ 24 mil);


Um veículo de R$ 85 mil;


Aplicações e investimentos (o maior sendo de R$ 90 mil)


O vice na chapa, Arthur Albuquerque, declarou patrimônio de R$ 1,6 milhão. O bem de maior valor são cotas de capital (R$ 723 mil). Há ainda dois veículos (o de maior valor é de R$ 156 mil).

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados