Quarta, 30 de novembro de 2022
82 99669-5352
Interior

29/09/2022 às 15h45 - atualizada em 29/09/2022 às 19h50

Alberto Lima

Maceió / AL

Manchas de óleo são encontradas na Lagoa do Pau, em Coruripe, Alagoas
Fragmentos foram achados na manhã desta quinta-feira (29)
Manchas de óleo são encontradas na Lagoa do Pau, em Coruripe, Alagoas
Mancha óleo é encontrada em Lagoa do Pau, Coruripe, Alagoas / Foto: Marcos Lima/Inan

Banhistas que estavam na manhã desta quinta-feira (29) na praia da Lagoa do Pau, na cidade de Coruripe, Litoral Sul de Alagoas, encontraram fragmentos de óleo. O material foi recolhido e encaminhado para análise.


Uma equipe do Instituto Amigos da Natureza (Inan) esteve no local e registrou as manchas de óleo.


"A gente sempre fez monitoramento na praia por causa da desova de tartarugas marinhas. Hoje, pessoas que estavam na praia nos avisaram que tinha vestígio de óleo em toda praia. Tiramos fotos e comprovamos que tem muito óleo", disse Marcos Lima, integrante do Inan.


Em agosto deste ano, fragmentos de óleo foram encontrados em várias praias do Nordeste, inclusive, em Alagoas, onde foram coletados 2,675 kg do material na praia de Carro Quebrado, na Barra de Santo Antônio, Litoral Norte do Estado de Alagoas. 


Os fragmentos foram levados para análise, mas foi descartada qualquer possibilidade de se tratar do mesmo material que atingiu a costa brasileira em 2019, quando manchas de óleo atingiram 130 cidades de nove estados do Nordeste e do Sudeste.


O resultado da análise dos materiais coletados no litoral nordestino no mês de agosto, apontou que os fragmentos de óleo podem ter sido descartado de água oleosa, que foi lançada em alto mar, logo depois da lavagem de tanques de navio petroleiro. Os biomarcadores apontaram que o petróleo achado nas praias brasileiras foram produzidos no Golfo do México.


Tudo começou em 2019


Há três anos, as manchas de óleo atingiram 130 cidades de nove estados do Nordeste e do Sudeste. Naquele período, a Polícia Federal  (PF) chegou a conclusão que um navio petroleiro grego derramou o produto no mar e a embarcação foi indiciada por crimes ambientais. Agora os Órgãos de fiscalização investigam se o óleo que apareceu agora, tem a mesma origem do que apareceu em 2019.


No Estado de Alagoas, as primeiras manchas de óleo apareceram na Capital, Maceió, no dia 17 de setembro de 2019. Um mês depois, no mesmo ano, o município de Coruripe decretou situação de emergência por causa das  manchas de óleo que surgiram nas praias.


O material voltou a parecer em Alagoas, em setembro de 2021. 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados