Terça, 31 de janeiro de 2023
82 99669-5352
Mundo

12/11/2022 às 12h39

Acta

MACEIO / AL

Mulher chama a polícia em restaurante dos EUA por causa do ponto da carne
'Quando o policial chegou, ele tinha um sorrisinho no rosto e virou os olhos um pouco. Eu disse que a comida estava no ponto e ele respondeu 'estou com você', se virou e saiu", contou a dona do restaurante.
Mulher chama a polícia em restaurante dos EUA por causa do ponto da carne
A polícia foi chamada até o estabelecimento para tratar do caso de carne 'mal passada'. FOTO: reprodução

Uma cliente da churrascaria Clyde Cooper's BBQ em Raleigh, no estado americano da Carolina do Norte, identificada como Annie Cooke em uma plataforma de avaliação de restaurantes, chamou a polícia até o estabelecimento no dia 1º de novembro para denunciar o que considerou um caso de "churrasco rosa".


Insatisfeita com o ponto da carne no pedido que retirou na casa, Annie retornou dez minutos depois para fazer uma reclamação, segundo informações do The Today Show, da rede NBC.


"Eu disse 'querida, este é o rosa da defumação, está no ponto'. Mas ela não conseguia entender", contou Debbie Holt, dona da churrascaria, ao canal. Outros clientes teriam tentado explicar a Annie Cooke que a carne de porco deve ter tons de rosa e que, mesmo que se fosse assada por mais tempo, manteria a cor. Mas não houve sucesso.


"É ridículo, especialmente porque somos uma instituição antiga e bem estabelecida em Raleigh, então você sabe que nós entendemos do que estamos fazendo. E depois você me diz que não está no ponto... Eu não encontrava alguém tão teimoso há muito tempo", queixou-se a proprietária, que já administra o restaurante fundado em 1938 há 15 anos.


Apesar das divergências, Annie recebeu uma porção de frango como compensação pelo seu transtorno, segundo a proprietária. A cliente, no entanto, afirmou à estação de rádio local WRAL que não obteve reembolso ou qualquer outro prato, mas Debbie garante que tem o momento em que ela retirou o frango da churrascaria registrado nas câmeras de segurança.


Claramente, porém, ela continuava insatisfeita, já que ela ligou para a polícia ao deixar o restaurante. À rádio, Annie disse ter tomado a decisão porque achou que Debbie tinha desdenhado de suas preocupações.


"Foi como eu me senti e esta foi a razão pela qual eu liguei para a polícia, porque eu não consegui meu dinheiro de volta e não pude receber outro prato", queixou-se. Na transcrição da ligação à central da polícia, obtida pela WRAL, ela ainda garante que sua reclamação não foi atendida e não houve qualquer tipo de compensação.


"Pedi comida aqui e o churrasco está rosa. Eu pedi para que eles cozinhassem mais, ou trocassem meu pedido. Estão dizendo que a carne deve estar rosa. Pedi para trocarem meu pedido e eles disseram que não vão me dar meu dinheiro de volta e não vão trocar a comida", diz o texto.


A polícia teria chegado ao estabelecimento em seguida, mas foi embora logo, sem qualquer confusão, segundo Debbie Holt. "Eu vi [a viatura] de canto de olho e pensei 'Deus tenha misericórdia, ela chamou a polícia por nossa causa?'. Quando o policial chegou, ele tinha um sorrisinho no rosto e virou os olhos um pouco. Eu disse que a comida estava no ponto e ele respondeu 'estou com você', se virou e saiu", contou.


Annie Cooke deixou uma avaliação negativa do serviço, já deletada, no Google, em que ela admite ter recebido o frango e recebido a instrução de que ficasse com o prato. No entanto, ela reclama que o queijo no macarrão que também pediu não estava derretido e que este teria sido "o pior atendimento de sua vida".


Debbie respondeu ao comentário em público, através das redes sociais, classificando o incidente como "triste", já que ela achou "risível" que Annie tenha considerado este um problema que valesse o tempo dos policiais.

FONTE: UOL

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2023 :: Todos os direitos reservados