Quarta, 01 de fevereiro de 2023
82 99669-5352
Política

30/11/2022 às 17h31 - atualizada em 30/11/2022 às 19h59

Acta

MACEIO / AL

VÍDEO: Arthur Lira é hostilizado por bolsonaristas em jantar do PL: “Traidor”
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira participou de reuniões com membros da sigla. Presidente Bolsonaro estava presente.
VÍDEO: Arthur Lira é hostilizado por bolsonaristas em jantar do PL: “Traidor”
Arthur Lira foi alvo de xingamentos de bolsonaristas. FOTO: reprodução

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi hostilizado por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) durante um jantar organizado pelo PL, sigla a qual o mandatário integra.


O evento ocorreu no restaurante Dom Francisco, em Brasília, e reuniu líderes da sigla, parlamentares eleitos no último pleito e políticos de outros partidos, além do presidente Bolsonaro.


Arthur Lira, que articula reeleição à presidência da Câmara, chegou ao restaurante por volta das 21h e foi hostilizado e atacado aos gritos por manifestantes. O grupo, formado por cerca de dez pessoas, portava bandeiras do Brasil.


“Omisso, se manifeste. O Brasil não vai se entregar, não. Ou viver a pátria livre, ou morrer pelo Brasil. Covarde, traidor da Pátria. Como você dorme à noite? Você não tem família? Vendido”, disseram.



Jantar com líderes


O evento ocorre no restaurante Dom Francisco, em Brasília, e foi convocado pelo presidente da sigla, Valdemar Costa Neto. O local fica no Setor de Clube Sul, área nobre da Capital Federal.


Entre os temas que devem ser conversados pelos parlamentares está a PEC da Transição. O jantar também ocorre em meio à crise no partido após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) localizar e bloquear R$ 13.599.298,26 da conta da sigla, parte da multa de R$ 22,9 milhões delimitado pelo presidente da Corte, Alexandre de Moraes. O partido colocou em dúvida o funcionamento de parte das urnas eletrônicas, definidas pela sigla como “antigas”.


O PL foi condenado por litigância de má-fé depois de ajuizar ação que pedia a desconsideração do resultado de centenas de urnas eletrônicas apenas no segundo turno das Eleições Gerais de 2022. A conta do partido no Banco do Brasil está bloqueada desde o fim da semana passada.

FONTE: Metrópoles

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2023 :: Todos os direitos reservados