Terça, 18 de junho de 2024
82 99669-5352
Cidades

18/03/2023 às 11h19 - atualizada em 18/03/2023 às 14h42

Alberto Lima

Maceió / AL

Turistas denunciam golpistas que cobram por fotos em pontos 'instagramáveis' em Maceió
Golpista está cobrando R$ 10 por foto
Turistas denunciam golpistas que cobram por fotos em pontos 'instagramáveis' em Maceió
Seinfra / AL

Um homem foi acusado por um casal de turistas de estar cobrando para tirar fotos em pontos 'instagramáveis', na praia de Ponta Verde, em Maceió. Agentes da Operação Policial Litorânea Integrada (Oplit) receberam a denúncia.


O coordenador da Oplit, Antônio de Pádua,  explicou como está funcionando o golpe.


"Essa informação chegou até a Oplit na semana passada, quando um casal procurou a base próximo ao Marco dos Corais. Eles informaram que uma pessoa estava cobrando para tirar fotos para eles aqui no Marco dos Corais. De imediato uma equipe foi ao local e falou com o acusado e disse que ela não podia estar realizando aquele tipo de cobrança. Uma vez que para fazer esse tipo de atividade, a pessoa tinha que ter registro junto à Prefeitura, e no caso ele não tinha. Foi pedido para que ele se retirasse do local e não realizasse esse tipo de cobrança abusiva",afirmou o coordenador.


Segundo o agente, a denúncia está sendo cobrado o valor de R$ 10.


"Ele sendo profissional, teria que ter essa licença. Não tendo, ele está extrapolando e até coagindo essas pessoas, os turistas ou seja quem estiver nos pontos instagramáveis. Qualquer pessoa que for vítima desse tipo de ação, pode procurar uma delegacia ou os postos da Oplit, e tentar qualificar aquela pessoa, que nós faremos o Boletim de Ocorrência por extorsão ou até mesmo ameaça, já que muitas vezes eles até coagem a pessoa. Como não temos esse conhecimento ainda da abordagem específica, temos o conhecimento através dos turistas que chegam e trazem essa informação. Então a gente consegue fazer o BO no mínimo por extorsão, qualificando essa pessoa", finalizou.


Como saber se o fotógrafo é credenciado? - "Geralmente quando a Prefeitura expede esse alvará para a pessoa trabalhar, geralmente o profissional tem um crachá ou alguma autorização visível que a Prefeitura está autorizando que ela faça o determinado tipo de atividade na orla ou em qual ponto for de Maceió. Para isso existem os fiscais da Prefeitura, que verificam se esse trabalho está sendo feito de forma regular. E também tem a polícia, que você faz o boletim de ocorrência por extorsão, ameaça ou constrangimento ilegal. Uma vez que a pessoa força que você faça uma atividade que você não tem interesse em fazer, a pessoa está lhe constrangendo ou ameaçando", orientou Antônio de Pádua.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados