domingo, 21 de abril de 2024
82 99669-5352
Brasil

18/03/2023 às 15h47

Alberto Lima

Maceió / AL

Vanderlei Luxemburgo desmente boato de ter morrido em acidente de helicóptero
O técnico Vanderlei Luxemburgo usou as redes sociais para desmentir que havia morrido em decorrência da queda do helicóptero
Vanderlei Luxemburgo desmente boato de ter morrido em acidente de helicóptero
Vanderlei Luxemburgo classificou como "irresponsabilidade sem limite" o ato de criar notícias falsas sobre a morte dele / Foto: Reprodução

O futebolista disse que um boato viralizou nas redes sociais de que ele seria uma das quatro vítimas mortas no acidente.


“Tá rolando uma fake news de que eu caí com o helicóptero e que eu morri. É mentira, é fake, eu estou aqui em Palmas, Tocantins, e não tem nada a ver comigo isso daí. Isso é fake news e eu estou mais vivo do que nunca. Vanderlei só tem um e eu estou aqui dizendo que estou bem. Obrigada pela preocupação”, disse Luxa em um vídeo.


O futebolista também repreendeu os responsáveis pelo boato e contou que pessoas da família dele se preocuparam e passaram mal com a notícia. “A característica do fake é isso, criar tumulto na vida da gente, fazer com que pessoas mais próximas poderem passar mal, familiares. A irresponsabilidade dessas pessoas não tem limite. Pessoas da minha família ficaram apavoradas”, conta o homem.


Luxemburgo também lamentou as mortes no acidente. “Eu estou bem, mas queria lamentar a vida dessas pessoas que estavam no acidente e perderam a vida. E as pessoas brincando com algo tão sério. Meus pêsames e solidariedade com as famílias”, encerra o vídeo.


O acidente


O helicóptero caiu em Barra Funda, bairro na Zona Oeste de São Paulo, por volta das 14h45. A aeronave voltava de Guarujá, litoral do estado, para o município de Campo de Marte. Ainda não se sabe o que causou a queda do veículo aéreo.


Quatro pessoas morreram em decorrência do acidente: o piloto e três passageiros. Wellington Roberto Palhares, de 28 anos; Antonio Cano dos Santos Junior, de 42 anos; e o piloto João Intorm Neto, de 32 anos, já foram identificados. Uma das vítimas ainda não foi reconhecida. Ao g1 SP, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que uma investigação sobre o caso está em curso. 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados