domingo, 25 de fevereiro de 2024
82 99669-5352
Blogs

05/11/2023 às 13h32 - atualizada em 06/11/2023 às 10h08

Acta

MACEIO / AL

Pessoas são como lugares, e há lugares dos quais não se volta
É como se, em um intricado jogo de memórias e sentimentos, fôssemos arquivando nelas nossas experiências mais profundas.
Pessoas são como lugares, e há lugares dos quais não se volta
Lininho Novais - Foto: Divulgação

Há um mistério intrínseco nas relações humanas que se assemelha à complexidade dos lugares que frequentamos. A verdade é que, assim como alguns lugares nos marcam de maneira indelével, pessoas também têm esse poder. É como se, em um intricado jogo de memórias e sentimentos, fôssemos arquivando nelas nossas experiências mais profundas.


Alguns afirmam que pessoas são como cidades, repletas de becos, praças movimentadas e vielas silenciosas. E há aquelas que se assemelham a lugares onde nunca mais desejamos retornar. Esses locais, povoados por lembranças sombrias, são como os corações partidos ou as cicatrizes emocionais deixadas por indivíduos que fizeram mal.


Tal como uma cidade que evitamos por nos remeter a momentos desagradáveis, há pessoas que se tornam os equivalentes humanos desses espaços. São indivíduos que, de alguma forma, nos feriram ou nos deixaram marcados por suas ações. Às vezes, por sua índole, outras vezes por circunstâncias inesperadas, tornam-se lugares que juramos não revisitar.


Nesses espaços humanos, existe uma geografia emocional complexa, onde as emoções correm como ruas movimentadas, os sorrisos florescem como jardins bem-cuidados e as mágoas se assemelham a ruelas escuras e sem saída.


O curioso é que mesmo nos lugares que não se voltam, há algo inexplicavelmente cativante. Por mais amargas que tenham sido as experiências, esses locais nos ensinam valiosas lições sobre nós mesmos. Desvendar essas áreas proibidas de nossas vidas nos torna mais conscientes, mais resilientes e, de certa forma, mais compassivos com as dores alheias.


Assim como algumas cidades nos ensinam sobre história e cultura, essas pessoas que se tornaram locais inacessíveis deixam suas marcas, nos presenteando com lições impagáveis sobre superação, empatia e autodescoberta. Mesmo que não desejemos revisitar esses lugares, carregamos o mapa emocional deles conosco, nos guiando, nos alertando e nos lembrando de quem éramos e de quem podemos nos tornar.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados