Sábado, 18 de maio de 2024
82 99669-5352
Política

14/05/2024 às 14h32

Allan Jones

Maceió / AL

Empréstimo aprovado para a Prefeitura de Maceió gera debate em sessão da Câmara entre vereadores
Teca Nelma e Joãozinho votam contra o pedido dos R$ 400 milhões solicitados pelo poder executivo municipal
Empréstimo aprovado para a Prefeitura de Maceió gera debate em sessão da Câmara entre vereadores

Vereadores da base aliada do prefeito JHC e os vereadores de oposição entraram em debate em sessão na Câmara de Maceió, nesta terça-feira (14) durante a votação do projeto de autoria do poder executivo municipal que solicita a contratação de empréstimo no valor de R$ 400 milhões. Com maioria esmagadora, a Câmara aprovou o projeto, que contou com votos contrários da vereadora Teca Nelma (PT) e do vereador Joãozinho (MDB). Os parlamentares engrossaram o tom e cobraram maior transparência do município na aplicação dos recursos na capital.


Incomodados com as críticas, os vereadores da base aliada do prefeito JHC contra-atacaram e defenderam o pedido de empréstimo da Prefeitura entendendo que o valor será importante para a execução de grandes obras em Maceió.


Após a lida da matéria pelo relator, o vereador e presidente Galba Netto (PL) abriu o espaço para discussão do projeto. Teca Nelma foi a primeira a pedir a palavra e relembrou empréstimos anteriores solicitados pela gestão do prefeito JHC desde o início do mandato.


“Em 2021, a Prefeitura utilizou um empréstimo de R$ 25 milhões. Em 2022, foram feitos dois empréstimos, sendo inicialmente no valor de R$ 200 milhões e outro no valor de R$ 40 milhões de dólares. Em 2023, foi feito um empréstimo de R$ 250 milhões. Isso sem falar nos R$ 900 milhões de reais já recebidos pela Prefeitura pagos pela Braskem no acordo de indenização. A nossa Câmara já aprovou mais de R$ 1 bilhão de empréstimos em quatro anos feitos pela Prefeitura de Maceió”, disse Teca Nelma.


A discussão prosseguiu e o vereador Chico Filho (PL) líder do governo JHC na Câmara retrucou imediatamente. “Hoje, Maceió é a sétima capital com as finanças mais equilibradas do Brasil, de acordo com o Banco Central. Já o governo do Estado é o 23º terceiro. Maceió tem apenas 15% de endividamento das receitas. O município tem uma condição favorável para contrair novos empréstimos para a realização de obras como o novo Mercado da Produção do Benedito Bentes, as obras de contenção marítima e nas encostas da cidade”.


Os vereadores Leonardo Dias (PL) e Marcelo Palmeira (PL) também defenderam a contratação do empréstimo por parte do município.


Siderlane Mendonça (PL), outro vereador da base aliada do prefeito JHC reforçou as diversas obras que têm sido realizadas na capital. “Eu nunca vi a cidade de Maceió ser tão desenvolvida. No Benedito Bentes, por exemplo, posso frisar inúmeras obras. O Parque esportivo nunca tinha tido reforma em 38 anos. Após uma intervenção minha, o prefeito JHC está realizando um novo corredor esportivo. A Praça Padre Cícero, a Rota do Mar, o Mercado do Benedito Bentes, várias intervenções na região”.


Do lado da oposição, o vereador Joãozinho discordou da opinião dos vereadores da base do prefeito e reforçou a preocupação com a contratação de empréstimos feitas pelo município. “Não podemos esquecer dos R$ 266 milhões que a Prefeitura de Maceió recebeu da outorga da BRK. Eu quero transparência do município. Temos que cobrar sim, independente se somos oposição ou não”.

FONTE: Blog Com a Palavra

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Com a Palavra

Com a Palavra

Blog/coluna Blog do programa Com a Palavra, que traz, toda semana, entrevistas com personagens relevantes da política e da sociedade alagoanas.
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados