Terça, 18 de junho de 2024
82 99669-5352
Geral

10/06/2024 às 17h37

Acta

MACEIO / AL

Lula dá bronca em sindicalistas da Educação: 'Não há razão' para greve
Após anunciar R$ 5,5 bilhões para universidades e institutos federais, presidente pediu o fim da greve de professores e técnicos.
Lula dá bronca em sindicalistas da Educação: 'Não há razão' para greve
Lula. FOTO:Hugo Barreto/Metrópoles @hugobarretophoto

Ex-sindicalista, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou nesta segunda-feira (10/6) sobre estratégias para greves, que, segundo ele, precisam ter “tempo de começar e terminar”. Lula falou em evento para anúncios de investimento nas universidades e nos institutos federais, no Palácio do Planalto, num momento em que servidores da área estão paralisados.


“A greve tem tempo de começar e terminar, mas não pode terminar por inanição, senão as pessoas ficam desmoralizadas. O dirigente sindical tem que ter coragem de propor, negociar e tomar decisões, que não é o tudo ou nada”, afirmou.


“Nesse caso da educação, se analisarem o conjunto da obra, vão perceber que não há razão de a greve estar durando o que está durando. Quem perde não é o reitor, mas o Brasil e os estudantes. No Brasil, está cheio de dirigente para começar a greve, mas não para acabar”, continuou o petista.


Segundo Lula, “não é por 3%, 2% ou 4% que a gente fica a vida inteira de greve”. Os professores universitários estão paralisados há mais de 50 dias e os técnicos-administrativos beiram os 90 dias parados.


Para o presidente, os R$ 5,5 bilhões anunciados nesta manhã são “irrecusáveis” e chamou de “melancólicos” universidades e institutos sem verba para pagar as contas de luz.


O montante será dividido desta forma:


R$ 3,7 bilhões em consolidação;


R$ 1,75 bilhão em hospitais universitários;


R$ 600 milhões em expansão.

FONTE: Metrópoles

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados