Quarta, 17 de julho de 2024
82 99669-5352
Polícia

16/06/2024 às 16h07 - atualizada em 16/06/2024 às 16h36

Derek Gustavo

Maceió / AL

Cantor denuncia proprietário de lounge por agressão em Maceió
Confusão ocorreu na frente do estabelecimento, no bairro da Jatiúca.
Cantor denuncia proprietário de lounge por agressão em Maceió
Luan Brandão foi agredido na porta de barzinho em Maceió. FOTO: reprodução

O cantor Luan Brandão, que aparece em vídeo divulgado nas redes sociais sendo agredido e ameaçado na porta de um barzinho em Maceió, se pronunciou sobre o caso. Em mensagem publicada no perfil "Política Alagoana", ele denuncia que o homem que o agrediu seria o proprietário do local.


Em novo vídeo, gravado ao lado de seu advogado, o cantor relata que foi até o lounge a convite de um amigo.


"Anteriormente eu estava cantando numa outra casa de show. Fui [ao lounge] a convite de um amigo meu, para fazer uma participação. Tive minha entrafa paga, no valor de R$ 70, e entrei no estabelecimento", afirma.


Ele segue contando que se dirigiu ao fumódromo, do lado de fora do estabelecimento, para falar com o amigo que o havia chamado. E foi aí que o problema começou.


"O dono do estabelecimento veio em minha direção, achando que eu poderia sair sem pagar. Deixei, de forma constangida, meu telefone para provar que não queria sair sem pagar. Ele me agrediu com um soco no rosto, abriu a grade e me tirou à força do estabelecimento", relata Luan.



Ainda de acordo com o cantor, a confusão prosseguiu quando ele tentou recuperar o telefone deixado como garantia.


"Quando voltei para pegar meu telefone com meu amigo, ele veio mais uma vez em minha direção para me agredir. Me defendi, e ele sacou a arma e atirou em mim".


Esse momento é mostrado no vídeo divulgado anteriormente. O cantor dá um soco no homem, que saca a arma e aponta na direção dele. Não é possível confirmar, pelas imagens, se houve ou não disparo.


"Estou constrangido, estou com medo, estou nervoso", conclui o cantor.


De acordo com o advogado, o empresário deve ser investigado por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil, lesão corporal dolosa e ameaça.


Em nota enviado ao TNH1, o lounge negou que o homem fosse segurança, mas não disse nada sobre se tratar do proprietário. Nas redes sociais, o estabelecimento fechou os comentários nas postagens.


O homem apontado como proprietário pela vítima não se pronunciou.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados