Quarta, 17 de julho de 2024
82 99669-5352
Economia

09/07/2024 às 16h45 - atualizada em 09/07/2024 às 16h49

Acta

MACEIO / AL

Juceal: Maceió lidera abertura de empresas no 1º semestre de 2024
A Juceal é a entidade responsável pelas aberturas, alterações e baixas empresariais no estado.
Juceal: Maceió lidera abertura de empresas no 1º semestre de 2024
Juceal. FOTO: divulgação

Para dar sequência às informações empresariais de Alagoas referentes ao primeiro semestre de 2024, a Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) publicou, nesta terça-feira (9), os números de aberturas e extinções de negócios para os 102 municípios alagoanos. A Juceal é a entidade responsável pelas aberturas, alterações e baixas empresariais no estado.


De acordo com a Junta Comercial, as listas foram formatadas com os números totais de aberturas e extinções empresariais, mas também fazem um detalhamento quanto aos portes empresariais. Os rankings não consideraram filiais de empresas alagoanas abertas em outras unidades federativas.


Em números totais, os maiores valores de constituições empresariais foram vistos para Maceió (9.848 empresas), Arapiraca (1.745), Rio Largo (559), Marechal Deodoro (488), Penedo (359), São Miguel dos Campos (263), Palmeira dos Índios (238), União dos Palmares (229), Delmiro Gouveia (225), Coruripe (213), Maragogi (200), Satuba (180), Campo Alegre (179), Pilar (176) e Santana do Ipanema (160).


A classificação por porte empresarial pode ser subdividida em microempreendedor individual (MEI), microempresa (ME), empresa de pequeno porte (EPP) e os negócios considerados sem porte, também classificados como demais.


As cidades com maiores números de aberturas de MEIs foram Maceió (7.419 empresas), Arapiraca (1.227), Rio Largo (485), Marechal Deodoro (348), Penedo (295), São Miguel dos Campos (192), União dos Palmares (190), Delmiro Gouveia (179) e Palmeira dos Índios (177).


Os maiores números de constituições de MEs foram vistos para Maceió (1.687 empresas), Arapiraca (401), Marechal Deodoro (91), São Miguel dos Campos (59), Penedo (52), Maragogi (52), Rio Largo (51), Palmeira dos Índios (51), Santana do Ipanema (49) e Delmiro Gouveia (37).


Em relação às EPPs, os municípios com maiores valores foram Maceió (500 empresas), Arapiraca (89), Marechal Deodoro (31), Rio Largo (13), Pilar (10), Coruripe (8), Paripueira (8), Barra de São Miguel (8), Palmeira dos Índios (7) e São Sebastião (7).


Enquanto em relação aos negócios sem portes, as cidades com maiores valores foram Maceió (242 empresas), Arapiraca (28), Marechal Deodoro (18), Rio Largo (10), São Miguel dos Campos (7), Penedo (6), Delmiro Gouveia (5), Coruripe (4), Pilar (4) e Palmeira dos Índios (3).


Para as extinções empresariais, observando os valores totais no primeiro semestre de 2024, os maiores números foram encontrados para Maceió (6.132 empresas), Arapiraca (1.093), Rio Largo (338), Marechal Deodoro (260), Coruripe (237), Penedo (226), União dos Palmares (213), São Miguel dos Campos (188), Palmeira dos Índios (184), Delmiro Gouveia (174), Pilar (129), Santana do Ipanema (126), Campo Alegre (116), Maragogi (110) e Satuba (95).


Além de ser a entidade responsável pelo registro empresarial em Alagoas, a Juceal é a integrante da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) no estado.

FONTE: Agência Alagoas

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados