Quarta, 17 de julho de 2024
82 99669-5352
Polícia

10/07/2024 às 07h11 - atualizada em 10/07/2024 às 08h35

Acta

MACEIO / AL

Fuzil apreendido em Maceió ultrapassa blindagem e coletes balísticos; arma é avaliada em R$ 20 mil
A arma, segundo a SSP, foi uma encomenda feita no Rio de Janeiro pelo traficante Nem Catenga, que domina a área da Levada e Brejal
Fuzil apreendido em Maceió ultrapassa blindagem e coletes balísticos; arma é avaliada em R$ 20 mil
Investigações apontaram que o fuzil foi inicialmente armazenado no bairro Clima Bom. SSP/AL

Um fuzil utilizado pelo Exército Brasileiro, do tipo 556, foi apreendido em Maceió (AL) em ação da Secretaria de Segurança Pública e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar, nesta terça-feira (9/7). A arma extraviada estava dentro de uma máquina de lavar roupas.


O fuzil foi transportado do Rio de Janeiro para ser entregue ao traficante alagoano José Emerson da Silva, conhecido como Nem Catenga, que domina a área da Levada e Brejal. O criminoso é considerado fugitivo e tem cinco mandados de prisão abertos. Apesar de não viver mais em Alagoas, ele segue comandando o tráfico nas regiões da Cambona, Levada e Brejal, em Maceió.


Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o armamento, no valor de R$ 20 mil, foi interceptado devido à identificação das mensagens trocadas entre o traficante de Maceió e os do Rio de Janeiro.


O armamento já tinha chegado em Maceió e estava armazenado no bairro Clima Bom. Foi durante o transporte para Levada e Brejal que a apreensão foi feita. A SSP crê que o fuzil foi levado até Alagoas de carro.


Os agentes de inteligência descobriram que o fuzil seria transportado por um carro de frete e, devido a isso, estabeleceram bloqueios em pontos estratégicos das rotas e inspecionaram todos os veículos de transporte. A arma foi encontrada dentro de uma máquina de lavar roupas junto a três carregadores de balas.


O motorista do carro disse que foi contratado por uma mulher na mesma manhã para transportar os eletrodomésticos e que recebeu R$ 120,00 pelo transporte.


A arma e o motorista foram levados à Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco) de Alagoas.


 

FONTE: Metrópoles

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados