domingo, 19 de setembro de 2021
82 99669-5352
Mundo

13/09/2021 às 21h45 - atualizada em 14/09/2021 às 10h00

Felipe Farias

Maceió / AL

Jornal dos EUA mostra vídeo do grupo em mansão de ex-vice-presidente afegão
Soldados do grupo que tomou o poder se apoderam de cômodos; líder se mostra chocado
Jornal dos EUA mostra vídeo do grupo em mansão de ex-vice-presidente afegão
Identificado como Jawad Abuzar, homem que está à frente do grupo: (Fotos: reprodução/imagens/NYT)

Uma mansão suntuosa, com pelo menos uma piscina digna do que seriam banhos de imperadores da Antiguidade.


É uma das imagens mostradas em vídeo divulgado pelo jornal The New York Times, dos Estados Unidos.


O vídeo feito em Cabul é parte da cobertura da tomada do poder no Afeganistão pelo grupo extremista talibã.


O veículo, um dos mais tradicionais da imprensa no mundo, conhecido pela sigla NYT, divulgou as imagens em perfil numa rede social, nesta segunda-feira (13).



O vídeo mostra a chegada de um grupo – segundo o jornal, composto por cerca de 150 soldados talibãs – na casa do marechal Abdul Rashid Dostum, líder militar e ex-vice-presidente afegão.


Trata-se de uma realidade comum à tomada de poder, após revoluções e insurreições em vários países da região, como aconteceu no Irã (no Oriente Médio) e, mais recentemente, na Líbia (na África), onde a população invadiu palácios do então ditador Muamar Gadhafi e o matou, posando para fotos com o corpo ou em posses como seu jatinho.


O vídeo mostra o líder do grupo de talibãs, identificado como Jawad Abuzar, entrando a partir do que seria uma estufa de plantas.


Em seguida, aparecem imagens de diferentes aposentos da mansão, como uma aparente sala dedicada a orações, num ambiente mais reservado, ou um imenso salão – supostamente para recepções.


Porém, é aos aposentos privados que o vídeo dedica mais tempo.


No que seria um banheiro, Jawad apresenta uma granada de fumaça, para permitir que em caso de invasão, a pessoa consiga fugir.


“O que eles temiam?”, indaga o talibã, ao recolocar o artefato no lugar.


Em seguida, encontra um estetoscópio, coloca-o e faz brincadeiras com os demais.



No entanto, é diante de uma piscina que mostra um tom indignado: “aqui está uma piscina, onde eles deveriam tomar banho”, apresenta, conforme as legendas.



As imagens seguintes são do que seria um aposento de dormir ou uma sala, onde ao fundo se vê a porta do elevador privativo.


A residência teria ao menos três pavimentos.


Na postagem, o texto reporta ainda que teria sido a corrupção que a população identificou em governantes e o nível de desigualdade social que levaram muitos afegãos a aderir ao movimento extremista.



Em seguida, aparecem os demais integrantes do grupo no que seria uma refeição, mostrada enquanto se ouve a voz de Jawad:


“Vivemos em montanhas e desertos”, diz.


“Nossos políticos, pessoas ricas e poderosas, construíram essas casas sobre o sangue derramado pelo povo”, finaliza.


Em nenhum momento há mulheres, que sequer podem sair às ruas desacompanhadas de um homem, sob a ordem vigente, imposta pelo grupo extremista.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados