Segunda, 23 de maio de 2022
82 99669-5352
Polícia

05/10/2021 às 12h59 - atualizada em 06/10/2021 às 12h09

Derek Gustavo

Maceió / AL

VÍDEO: Família cobra Equatorial sobre adolescente que morreu eletrocutada em Maceió
Janice Santos tentava socorrer um coleguinha de 10 anos quando levou o choque de um fio desencapado no Mirante da Sereia. Ela chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital.
VÍDEO: Família cobra Equatorial sobre adolescente que morreu eletrocutada em Maceió
Acidente ocorreu no dia 22 de agosto e deixou população indignada no Mirante da Sereia, em Maceió. FOTO: reprodução

A família da adolescente Janice Santos de Vasconcelos, de 13 anos, pede por Justiça. A jovem morreu eletrocutada após pisar em um fio desencapado na praia da Sereia, em Maceió, há 2 meses, quando tentava salvar um menino que também estava sendo eletrocutado.

A polícia ouviu representantes da Equatorial Alagoas que, segundo testemunhas, já havia sido acionada anteriormente para resolver esse problema, antes do acidente que matou a adolescente, mas não agiu.

Em resposta ao contato da reportagem do Acta, a Equatorial informou que o caso está sendo conduzido pela Polícia Civil e a distribuidora está fornecendo todas as informações necessárias sobre a ocorrência para contribuir com as investigações e esclarecimento do caso. 

O acidente ocorreu no dia 22 de agosto. Segundo o delegado Robervaldo Davino, do 6º Distrito Policial, o prazo para a concluão do inquérito já venceu, mas ele vai pedir prorrogação.

"Pedimos à Equatorial que nos informasse qual é o procedimento que acontece após alguém ligar informando que um cabo de energia eletrificado está no chão. Queremos saber se o que eles dizem condiz com que apuramos com os depoimentos de testemunhas, que disseram que ligaram várias vezes informando sobre esse fio, mas não foram atendidas", explica o delegado.

O delegado explica que solicitou as gravações das chamadas feitas pelos moradores da região e que já tomou os depoimentos do gerente operacional da empresa, e que está ouvindo os funcionários que foram ao local para corrigir o problema.

Família lamenta e cobra explicações

A mãe da jovem conta que saiu com a família no dia do acidente para um dia de lazer. Já perto de irem embora, o filho de 10 anos de uma amiga correu para pegar uma garrafa PET, mas no caminho acabou pisando no fio desencapado.

"Quando vimos, o menino estava deitado com o fio por cima das pernas dele, dizendo que ia morrer. De repente, minha filha correu e pegou nas pernas dele. Ela levou um 'sopapo' e voou longe. Corri, peguei nela, mas levei um choque. Depois que larguei dela, não vi mais nada", relata Jacilda.

A adolescente foi socorrida ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu e morreu no local.

A família da jovem denuncia também que não está recebendo assistência por parte da Equatorial.


Em nota, a Equatorial Energia informou que o caso está sendo conduzido pela Polícia Civil e a distribuidora está fornecendo todas as informações necessárias sobre a ocorrência para contribuir com as investigações e esclarecimento do caso.  


Assista à reportagem


FONTE: com informações do Impacta

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados